segunda-feira, fevereiro 06, 2012

Remodelação contente e comentários fajutos...

Estou finalmente na fase final de recolha de ideias para atacar a remodelação do meu apartamento de Faro.
Estou contente :) 
Estou mesmo!
Mas pensei que fosse fácil...
É tão mais fácil quando não é a nossa casa.  
Já perdi a conta às remodelações que fiz. Ás ideias e propostas que formulei para espaços que encarei como meus (mesmo que por breves dias ou semanas). 
Já perdi a conta aos esboços que tracei para lavar a cara a apartamentos e vivendas.

Mas aqui é diferente.A casa onde nasci, cresci e vivi até ir para Lisboa.
Tenho respeito a todos os quadros, a todos os moveis, cadeiras, livros,... 
É como mexer no passado, sendo que este passado não me pertence só a mim e para ser honesto o meu papel na decoração da casa cingiu-se ao meu quarto e ao corredor onde jogava futebol com o meu irmão. 
Nesse corredor não tenho grandes problemas a resolver. Está vazio (as 2 portas eram transformadas em balizas... Enormes pois claro. Agora mínimas. Típico, acho eu... Da infância até aqui, tudo perde dimensão e escala). 
Mas no resto da casa estou aos poucos a substituir, tirar, mudar de sitio pequenas coisas, outrora grandes (lá está a escala. Ou falta dela...)... 
Estou cheio de ideias, pouco dinheiro, cheio de vontade de começar a partir paredes, pouco tempo para acompanhar a "coisa" dia e noite como faço no trabalho a que tento não chamar emprego. 
Há que começar, o resto logo se vê. 
Para vacilar e hesitar já basta o governo. Siga!

Nos entretantos, para digerir o que aí vem, vou recuperando pequenos hábitos perdidos que me dão o equilíbrio que às vezes o dia me tira... 
Longos passeios nocturnos com o Paco e/ou pedaladas por aí, sempre com bom som (o ipod é meu: Pois tá claro que a musica é boa meus amigos! Brincamos ou quê?!?). 
Voltei a gostar de Faro, agora de forma diferente... Talvez o sentimento fosse possível noutra cidade mas aqui conheço casa esquina melhor do que conheço alguns familiares. 

Retomei também a rotina de colar num fajuto caderno preto A5 de escola (eu sei que um moleskine tem mais pinta, mais cenário e coiso e tal, mas é carote para um fim que se quer tão terra a terra quanto possível...) todos os bilhetes de concertos, cinema, jogos, entradas de tudo onde vou. 
Ás vezes com comentário anexo, se algo o justifica...  
Fico ainda mais contente quando "algo o justifica" :)

O bom cinema europeu e afins também não me tem escapado. Em casa ou no cineclube, acompanhado ou sozinho, estou no trilho...
A verdade é que nunca me fez confusão ir ao cinema sozinho. 
Confesso que nunca tive problemas em fazê-lo e às vezes até prefiro. Vou quando quero, ver o que quero e consigo digerir o filme como quero... 
Ir ao cinema sozinho, estranhamente, faz confusão a muito boa gente. 
É recorrente (cada vez menos, felizmente para mim... E para "eles" também, penso eu...) perguntarem-me se estou bem... (?!?)
 Dizem-me que ir ao cinema sozinho não é normal (desde quando a normalidade é sinónimo de bem estar? Quem é que define o que é normal?). 
Dizem-me que é um acto profundamente solitário. 
Enfim... Nem respondo. 
Solto o meu sorriso mais genuíno e penso para mim que solitário e "anormal" é deixar que uma semana mais fria seja desculpa para ficar no sofá a ver a anca parideira da companheira de Tv do Goucha...


Fajuto - Que é de fraca qualidade, que foi falsificado, de origem duvidosa
Era uma palavra muito usada por uma namorada que tive... Ensinou-me algumas coisas:) Entre as quais esta palavra...

8 comentários:

lmre disse...

adoro ir ao cine sozinho. é quando me sabe melhor. e saio rejuvenescido.

abraço!

CANHOTO* disse...

Grande, tás em forma rapaz? :)
Prazer ver-te por aqui...
É bom não é? É pra mim quase como uma catarse ir ao cinema sozinho... O filme tem q ser bom, claro :)
Aquele abraço

p.s. - Vou dar uma vista de olhos nas tuas acções de bombeiro involuntário... :D Bom nome!

Inês disse...

mais outro excelente post do grande canhoto! :)

estou completamente de acordo contigo em relação ao que é "anormal".

um beijinho ***

Ghibli disse...

ADORO ir ao cinema sozinha também! :)
Viva os bichos estranhos!
Beijos!

CANHOTO* disse...

viva!! :)

Ghibli disse...

hoje por acaso vou ao cinema sozinha! :)
vou ver o "jovem adulta". já viste?

CANHOTO* disse...

Ainda não... Mas quero ver.
Já li criticas contraditórias... O nosso amigo Pina (Pina pouco) curtiu;)
Vai Viriata, e depois dá directrizes aqui ao Mouro :D*

Marta disse...

Anormal? Pff! Pra quem gosta de cinema, não interessa como ou onde, mas sim o filme. Como tenho a sorte de me confiarem o poder de decisão (so they say... :), vejo o que quero, em boa companhia e ainda tenho oportunidade de partilhar um ou outro comentário cúmplice. Acho q o ambiente do cineclube acaba por pedir essa cumplicidade, onde, maus!, nem sequer nos dão um fajuto canhoto para arquivar! :p